AVALIAÇÃO DE QUININA LIVRE E NANOCÁPSULAS CONTENDO QUININA SOBRE O TECIDO OVARIANO

Aryele Pinto Izaguirry, Francielli Weber Santos Cibin, Luana Roberta Michels, Daniela dos Santos Brum, Sandra Elisa Haas

Resumo


A quinina é um medicamento antimalárico de segunda escolha, principalmente devido aos seus efeitos adversos. Nanossistemas são utilizados como veículo de entrega de fármacos, por melhorar a biodisponibilidade e reduzir os efeitos colaterais de drogas, sendo uma importante ferramenta no aprimoramento do tratamento antimalárico. Este trabalho avalia a toxicidade da quinina livre e quinina nanoencapsulada sobre o tecido ovariano de ratas Wistar. Os animais receberam quinina livre ou quinina nanoencapsulada (Q-NC) por via oral, na dose de 25mg/kg/dia por um periodo de 7 dias. O grupo controle recebeu água destilada e o grupo nanocápsulas brancas (B-NC) recebeu nanocápsulas sem a droga (12,5 mL/kg). Após a eutanásia dos animais, removeu-se os ovários para a determinação dos níveis de espécies reativas e quinina tecidual, atividade da enzima 17 β-hidroxiesteróide desidrogenase e avaliação da viabilidade folicular. Os resultados foram expressos como média ± D.P e para análise estatística utilizou-se análise de variância (ANOVA) de uma via, seguido pelo teste de Duncan. Valores de P<0.05 foram considerados significativos. As fêmeas tratadas com quinina apresentaram dano ovariano, evidenciado pelo aumento nos níveis de espécies reativas (20%), diminuição da atividade da enzima 17 β-hidroxiesteróide desidrogenase (22%), diminuição da viabilidade folicular (38,5%) quando comparados com o grupo controle. Os grupos de fêmeas que receberam tratamentos com B-NC e Q-NC apresentaram todos os parâmetros avaliados aos níveis do controle. Este estudo avalia pela primeira vez o efeito da quinina sobre o tecido ovariano, evidenciando a sua toxicidade, bem como demonstra que a quinina nanoencapsulada não induziu danos nos ovários de ratas. Desta forma, podemos sugerir que a utilização da quinina na forma nanoencapsulada pode ser uma alternativa para os efeitos adversos provocados pela quinina em tecido ovariano.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.