DETERMINAÇÃO DE COMPOSTOS ANTIOXIDANTES EM PLASMA DE PORTADORES DO TRAÇO FALCIFORME

Emanuelle Schneider Dal Ponte, Vanusa Manfredini, Denise Lima Feksa, Ritiéle Pinto Coelho, Juliana Mezzomo, Taiane Escobar

Resumo


A alteração estrutural mais frequente da molécula de hemoglobina é a anemia falciforme (AF), consequência da substituição do ácido glutâmico pelo aminoácido valina na posição 6 da cadeia β-globina, gerando hemoglobina S (HbS). Esta mutação de ponto provoca alterações físico-químicas, celulares e moleculares em sua estrutura. O gene da AF pode se manifestar de duas formas: por homozigose e heterozigose. O doente falciforme é caracterizado por homozigose da HbS (SS) e possui drepanócitos em sua corrente sanguínea. Já no estado heterozigoto, ou também chamado traço falciforme (HbAS), se produz tanto HbA como HbS, entretanto, em menor proporção e são indivíduos, em grande parte, assintomáticos. Estudos recentes sugerem que no portador do traço falciforme possui um aumento no estresse oxidativo atuando na progressão da doença, acarretando em um maior dano oxidativo tecidual. Mas pouco se sabe sobre os principais compostos antioxidantes presentes neste portador. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi determinar compostos antioxidantes no plasma de portadores do traço falciforme. O estudo foi realizado em portadores do traço falciforme (HbAS), residentes do município de Uruguaiana (RS) via cadastro no Banco de Sangue da Santa Casa de Caridade de Uruguaiana. Foram recrutados, ao todo, 52 portadores do HbAS e 50 indivíduos normais (grupo controle) de ambos os sexos e sem limite de idade. Após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE), foram coletados 10 mL de sangue total por venopunção acondicionado em tubos com EDTA e centrifugado para a obtenção do plasma para as análises posteriores. O presente projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética da UNIPAMPA sob número 977827. Os níveis de glutationa total (GSH) foram determinados segundo metodologia descrita por Akerboom & Sies (1981). O status antioxidante total foi determinado utilizando Kit TAS da RANDOX. Os níveis de vitamina C serão determinados em plasma segundo JACQUES & SILVA (2001). Os dados foram organizados em média ± desvio padrão e analisados pelo teste t de Student. Os dados foram considerados estatisticamente significativos para p<0,05. Os resultados encontrados nesse estudo apontam que o portador do traço falciforme apresentou uma diminuição estatisticamente significativa (p<0,05) nos níveis de GSH, TAS e Vitamina C em relação ao grupo controle. Sugere-se, portanto, que há um envolvimento do estresse oxidativo nos portadores do traço falciforme. O portador do traço falciforme, mesmo apresentando cerca de 40% de HbS, apresenta os compostos antioxidantes diminuídos no plasma, fator que pode estar relacionado com a progressão da doença.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.