UTILIZAÇÃO DE HÁBITAT POR DOIS CANÍDEOS SIMPÁTRICOS NO PAMPA GAÚCHO

Êmila Silveira de Oliveira, Carlos Benhur Kasper

Resumo


O graxaim-do-mato (Cerdocyon thous) e o graxaim-do-campo (Lycalopex gymnocercus) são canídeos sul-americanos que medem aproximadamente 1 metro de comprimento e pesam em média 6 kg. São onívoros e alimentam-se basicamente de frutos, insetos, crustáceos, pequenos vertebrados e ovos (BORGES & TOMÁS, 2004). Ambos são considerados abundantes no Rio Grande do Sul e facilmente encontrados no Pampa Gaúcho, região caracterizada pela sua constituição de campo nativo (estepe gramíneo-lenhosa) e extensões de matas ciliares (Floresta Estacional Decidual Aluvial). Embora possam ser facilmente encontrados no Pampa, essas espécies sofrem perseguição pela caça e retaliação a supostos abates a animais de criação, principalmente em áreas rurais (JIMÉNEZ et al., 2008). A partir na necessidade de conhecer a ecologia de uma espécie para assim promover a sua conservação, esse trabalho tem por objetivo analisar a utilização de ambientes no Pampa Gaúcho por essas duas espécies de canídeos, estabelecendo a preferência de cada espécie por cada tipo de ambiente.A área de estudo está situada no município de Alegrete (29º 50' S e 55º 52 O), Rio Grande do Sul. A coleta de dados foi realizada no período de abril de 2016 a setembro de 2016 através da utilização de seis armadilhas fotográficas distribuídas a intervalos de 1,5 km de distância, sendo que três armadilhas instaladas em ambiente de campo aberto e as outras três armadilhas em ambiente de mata ciliar. As armadilhas foram configuradas para registrarem até uma foto a cada 30 min, 24 horas do dia. Foi totalizado um esforço amostral de 1.050 armadilhas-noite. Através dos registros fotográficos obtidos por essa metodologia, pode-se obter informações a respeito da utilização de ambientes abertos e de mata ciliar por estes dois canídeos. A comparação da utilização destes ambientes foi realizada a partir de uma análise de Chi². Foram obtidos até o momento um total de 25 registros fotográficos para Lycalopex gymnocercus e 19 registros fotográficos para Cerdocyon thous. Para a espécie L. gymnocercus 14 registros (56%) foram realizados em ambiente de campo aberto e 11 (44%) em mata ciliar. Enquanto que para C. thous, 5 registros (26,3%) corresponderam aos ambientes de campo aberto e 14 (73,7%) foram obtidos na mata ciliar. As duas espécies apresentam uma utilização significativamente diferenciada destes ambientes (p<0,01).Com base nos resultados obtidos neste estudo, Cerdocyon thous apresentou significativa preferencia pela ocupação de ambientes florestados enquanto que Lycalopex gymnocercus ocupou quase igualmente os ambientes de campo aberto e de mata ciliar. Esta aparente indiferença na utilização dos ambientes por L. gymnocercus, pode sugerir uma melhor adaptação aos ambientes do Pampa em relação à C. thous que apresentou-se praticamente restrito às matas ciliares.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.