FERRAMENTAS DE GESTÃO DA QUALIDADE NAS AGROINDÚSTRIAS DE ARROZ NA REGIÃO DE DOM PEDRITO/RS

Thaís Arrué Melo Gonçalves, Fernando Zocche, Janaina Wohlenberg

Resumo


A cadeia produtiva do arroz tem grande representação no agronegócio nacional. O cultivo de arroz está bastante presente no Rio Grande do Sul, sendo o Estado que é o maior produtor do Brasil com 64,4% da produção total, com projeção de aumento de 1% ao ano, representando uma parcela da renda de um percentual de produtores rurais, principalmente por ser um produto consumido diariamente por grande parte da população. Segundo Paladini (2009), a gestão da qualidade tem assumido atualmente um foco mais estratégico. Um gestor do agronegócio deve estar atento às exigências do mercado, principalmente, com relação à qualidade, para uma melhor comercialização de seus produtos, o que exige uma utilização de ferramentas da gestão da qualidade como, por exemplo, a Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC). As agroindústrias do setor orizícola são responsáveis pelo armazenamento, beneficiamento e distribuição do produto final, sendo que a qualidade tem sido pouco pensada quando se trata de arroz. O objetivo deste estudo é identificar e analisar o estado atual e as perspectivas da utilização de ferramentas de gestão da qualidade nas agroindústrias de arroz da região da campanha do RS, com o propósito de se são estratégias competitivas ou exigências de mercado. Para tanto, foram entrevistadas 4 empresas, sendo três do município de Dom Pedrito e uma de Bagé, ambas localizadas no estado do Rio Grande do Sul.Optou-se pelo enfoque qualitativo para realização de uma pesquisa exploratória, pois foram investigadas agroindústrias de arroz da região da Campanha localizadas no estado do Rio Grande do Sul. Este estudo reúne os resultados de pesquisa referentes à 4 (quatro) Agroindústrias de Beneficiamento de Arroz da região Campanha do RS. As agroindústrias de beneficiamento de arroz, onde a pesquisa foi realizada, são denominadas no trabalho por empresa I, II, III e IV. Numa intervenção introdutória buscou-se questionar as empresas quanto à percepção que possuem em relação aos conceitos de qualidade, segurança de alimentos e alimento seguro. Para obter essa visão da empresa foi realizado um questionamento aberto para que houvesse a descrição, e o critério de compilação dos dados foi por incidência das palavras e respectivos conceitos nas respostas das pessoas entrevistadas. Na visão das quatro empresas estudadas o conceito de qualidade é fazer bem feito e/ou de acordo com a norma e/ou mantendo um padrão e visando atender as exigências do consumidor. A busca pela qualidade que satisfaça o mercado a cada dia se tornará mais importante para as agroindústrias alimentícias, e o setor arrozeiro já está sentindo a necessidade de aprimorar-se para conquistar mercado, pois grandes empresas varejistas exigem a aplicação de um programa de gestão de qualidade, como APPCC, ISO 9001, entre outros. Além disso, o consumidor está mais exigente no momento da escolha do produto, mesmo que sua analise de qualidade esteja diretamente ligado ao percentual de grãos quebrados no produto escolhido, para atender está exigência a implantação de um programa de gestão de qualidade auxiliará no processo, além de garantir uma produção livre de perigos químicos, físicos e biológicos.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.