PERCEPÇÃO DE DOENÇAS CRÔNICAS NÃO TRANSMISSÍVEIS POR USUÁRIOS DE UM CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

Laura Virgili Claro, Shanda de Freitas Couto, Rafaela Biasi dos Santos, Leticia Gomes Ferreira, Carla Schweig, Bárbara Schuh Kercher

Resumo


Os Centros de Atenção Psicossociais prestam atendimento aos indivíduos com transtornos mentais, oferecendo cuidados clínicos com o objetivo de substituir o modelo hospitalocêntrico, evitando as internações e favorecendo o exercício da cidadania e da inclusão social dos usuários e de suas famílias. Os transtornos mentais causam considerável impacto na vida de uma pessoa em termos de morbidade, prejuízos funcionais e baixa qualidade de vida. Um dos dispositivos no tratamento das doenças mentais são os antipsicóticos, porém podem provocar alterações no peso. A obesidade é um fator de risco para doenças como diabetes, hipertensão arterial, dislipidemias e circunferência abdominal aumentada. Com bases nos efeitos combinados de estilo de vida, história familiar, efeitos relatados pela doença psiquiátrica, e eventos adversos do tratamento, muitos pacientes, atualmente, apresentam fatores de risco cardiovasculares múltiplos, incluindo tabagismo, obesidade, hiperglicemia e hipertrigliceridemia. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho é o de identificar a presença de Doenças Crônicas Não Transmissíveis autorreferidas por usuários de um Centro de Atenção Psicossocial de um município do interior do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo transversal, conduzido no ano de 2016, realizado com usuários, com idade superior a 19 anos e que fossem atendidos uma vez ou mais semanalmente no referido centro. O trabalho foi desenvolvido através de entrevistas por acadêmicos capacitados do Curso de Graduação em Nutrição da Universidade Federal do Pampa/Campus Itaqui, o qual aplicaram um questionário que contemplou informações sociodemográficas, dados clínicos e de estilo de vida com questionamentos sobre saúde e doenças. O presente estudo faz parte do Projeto de Pesquisa intitulado Perfil Nutricional e Fatores associados de Usuários Atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial no município de Itaqui/RS, sob número de registro no SIPPEE 05.036.15, e previamente aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da Universidade Federal do Pampa com parecer nº 1.362.845. Para a participação no estudo todos os usuários assinaram um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Os dados obtidos foram analisados com o programa SPSS 16.0. Participaram do estudo 114 usuários, sendo a maioria mulheres (72,8%), com idade entre 40 e 59 anos (61,4%). Quanto à prevalência de doenças autorreferidas, observou-se que 40,7% afirmaram serem portadores de Hipertensão Arterial, outros 30,1% confirmam apresentarem obesidade, já 28,6% declararam a presença de dislipidemia e 24,6% usuários indicaram que são diabéticos. É necessário que tais informações sejam confirmadas, através de investigações clínicas, relacionadas ao consumo alimentar, dados antropométricos e ainda necessário a identificação de possíveis fatores associados à tais doenças, e para que a conduta correta seja adquirida no acompanhamento destes usuários. A abordagem nutricional deve ser adotada, uma vez que uma adequada orientação alimentar pode auxiliar no controle das doenças crônicas e na redução do desenvolvimento de demais comorbidades, nesse sentido ações voltadas à promoção de uma alimentação saudável devem ser incentivadas, bem como abordagens educativas devem ser avaliadas juntamente com uma equipe multiprofissional através de estratégias para mudança no estilo de vida para oferecer melhor qualidade de vida aos usuários.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.