MONTAGEM DE NOVO DO TRANSCRIPTOMA DA ALGA ANTÁRTICA PRASIOLA CRISPA

Pablo Echeverria Macedo, Paulo Marcos Pinto, Evelise Leis Carvalho, Luiz Fernando Duarte da Silva, Filipe Zimmer Dezordi, Gabriel da Luz Wallau

Resumo


Prasiola crispa (Lightfoot) Kützing 1843 é uma alga verde pertencente a classe Trebouxiophyceae, sendo uma alga cosmopolita com crescimento sobre solo úmido e linhas costeiras. No território antártico estão entre os produtores primários mais importantes, sendo constantemente exposta a condições ambientais extremas, como repetidos ciclos de congelamento e descongelamento e exposição a diferentes níveis de radiação Ultravioleta. Os genes associados com essas características em P. crispa continuam desconhecidos, sendo a transcritptômica uma ferramenta com ótimo custo/benefício para obtenção de maiores informações sobre potenciais genéticos e fisiológicos de diferentes organismos. Transcriptomas representam somente frações transcritas de genomas e são uma ótima alternativa para facilitação de análises genéticas através da remoção de sequências genéticas complexas, íntrons e longas cadeias de sequências repetitivas. Sendo assim, o objetivo desse estudo foi a obtenção do transcriptoma da alga antártica Prasiola crispa, assim como a montagem e anotação funcional dos transcritos relacionados com o sucesso adaptativo no território antártico. Para isso, exemplares de P. crispa foram coletados em regiões de degelo da Ilha Rei George (61°50-62°15S e 57°30-59°00W), Antártica. RNA total isolado através de kit de extração Ambion (Termo Fisher Scientific). Transcriptoma foi sequenciado utilizando-se sequenciador de nova geração Solexa-Illumina HiSeq 2500. Reads provenientes do sequenciamento passaram pelo processo de montagem através do software Trinity. Contigs resultantes foram submetidos ao software GetOrf, com o intuito de obtenção de sequências nucleotídicas codificantes e sequências peptídicas correspondentes. Processo de anotação foi realizado com a utilização do software Blast2go, com o objetivo de atrelar funções as sequências peptídicas obtidas. Baseando-se no processo metodológico, pode-se gerar dados estatísticos relacionados a métricas gerais de montagem, como um total de reads de 21.484.488, número de contigs de 37.679, N50 de 1.389 e contig com maior tamanho de 10.065 pares de base. Resultados do processo de anotação possibilitaram a obtenção de classificação funcional das sequências em três grandes categorias: Componentes Celulares, Funções Moleculares e Processos Biológicos. Sendo assim, conclui-se que se obteve êxito no emprego da metodologia para montagem e geração da anotação funcional das sequências transcritas. Estes dados também fornecem informações preliminares sobre possíveis respostas fisiológicas e do potencial genético da alga antártica P. crispa.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.