Biocombustíveis como uma alternativa sustentável à produção de fumo: uma análise dos projetos protocolados pela Afubra

Marcos Vinicius Dalagostini Bidarte, Ana Monteiro Costa

Resumo


O objetivo desta pesquisa é analisar a posição da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra) sobre a produção de matérias-primas para biocombustíveis de primeira geração como alternativa de desenvolvimento sustentável aos municípios produtores de fumo, em especial os municípios gaúchos, considerando a visão do gestor responsável pela execução dos projetos de bioenergia. Para tanto, esta pesquisa caracteriza-se como descritivo-exploratória, de abordagem qualitativa, realizada utilizando o método de estudo de caso, sendo os dados coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e analisados através da análise de conteúdo. Os resultados demonstram que os Projetos Girassol e Etanol protocolados pela Afubra se inseriram no Programa Nacional de Apoio à Diversificação em Áreas Cultivadas com o Tabaco, que atuaram dentro da perspectiva do desenvolvimento sustentável e que apoiaram os agricultores a buscarem um sistema produtivo sustentável e diversificado através de cursos, capacitação e maquinários para uso coletivo. Contudo, os projetos foram encerrados assim que constatadas suas inviabilidades. Ademais, verificou-se que a Afubra defende a produção de fumo enquanto fonte de renda aos agricultores, mesmo o Brasil sendo signatário da Convenção-Quadro sobre Controle do Uso do Tabaco da Organização Mundial da Saúde, ficando as alternativas de produção circunscritas à diversificação e não à substituição.


Palavras-chave


Associação dos Fumicultores do Brasil; Região do Vale do Rio Pardo; Desenvolvimento Sustentável

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Resultado de imagem para logo diadorim Sumários.org