FORÇA DE TRABALHO, PARTICIPAÇÃO E EMPODERAMENTO FEMININO: reflexões sobre uma comunidade rural em Mato Grosso.

Vanderlene Pereira da Silva, Elisandra Marisa Zambra, Willian Dias da Silva, Kader Carvalho Assad, Abdany Lourena Profeta da Cruz

Resumo


O presente artigo tem como objetivo geral refletir, de modo crítico, sobre a necessidade de reconhecimento da força do trabalho feminino rural na Comunidade João Carro localizada no Município de Chapada dos Guimarães – MT, visando seu empoderamento e ampliação de sua participação nas decisões familiares e locais. A metodologia pautou-se por estudo com abordagem qualitativa, exploratória, com coleta de dados realizada por meio de entrevistas com mulheres moradoras da Comunidade Rural João Carro, as quais revelaram experiências acerca do problema investigado. Pensar as questões quanto ao gênero e desenvolvimento rural implica, portanto, um olhar cuidadoso sobre o papel da mulher na produção de alimentos e na manutenção da vida no campo. Entre os principais resultados, nota-se que o gênero masculino é tido como o provedor do lar e a mulher como a que realiza os serviços domésticos, vivendo em um ambiente de subordinação, desigualdade de gênero e limitação de seus direitos. O estudo aponta a necessidade de maior reconhecimento formal do trabalho desenvolvido pelas mulheres no meio rural, bem como apoio para que estas consigam se empoderar visando maior participação seja em seus lares ou na comunidade em que vivem.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.