Evolução e Diferenciação dos Sistemas Agrários e os Reflexos na Economia do Município de Bagé-RS

Alessandra Matte, Márcio Zamboni Neske, Tanice Andreatta

Resumo


O presente artigo tem por objetivo identificar e analisar a evolução dos sistemas agrários do município de Bagé-RS, localizado na região da Campanha do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma análise dos condicionantes ambientais, culturais e socioeconômicas responsáveis por conduzir a formação e diferenciação dos diferentes sistemas agrários e econômicos que foram constituídos ao tempo e no espaço até o período atual.  Por meio da análise da historiografia agrária foram identificados quatro sistemas agrários: Indígena, até 1750; Sesmaria de 1750 a 1870; Estância de 1870-1950; e o atual, Sistema Agrário “diversificado moderno” de 1970 até o presente. A análise de sistemas agrários é uma importante ferramenta que nos permite identificar o papel da agricultura na vida da comunidade, no desenvolvimento e na dinâmica de tendências para o local. Constatou-se que a pecuária foi a principal atividade responsável pela mudança dos sistemas agrários ao longo do tempo, contudo, atualmente, divide espaço com lavouras de soja, arroz e trigo, silvicultura, fruticultura, e uma diversidade de atividades e serviços.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.